Moldura-MyQuiro-2 model 2.png

ÚLTIMO POST

Patologias da coluna vertebral: você conhece?

Artrose, bico de papagaio, hérnia de disco, dor ciática... nomes são comuns para a maior parte da população; saiba como prevenir e cuidar da sua coluna

Provavelmente, em algum momento da vida, você já ouviu alguma dessas patologias, que são frequentes na maior parte das pessoas. Levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que 80% da população já teve ou terá dor na coluna – na atualidade, a dor lombar é a segunda maior causa de idas ao médico, perdendo apenas para a dor de cabeça.

Mesmo que as degenerações, inevitavelmente, façam parte da vida das pessoas mais velhas, é necessário cuidar da coluna desde cedo. Não raro pessoas jovens são diagnosticadas com hérnias, artroses e outros problemas considerados “doenças de idosos”.

“Apesar de mais comum em pessoas com mais idade, os mais jovens podem sofrer do desgaste das vértebras e discos devido à má postura, ao uso excessivo de celular ou mesmo um trauma ou lesão”, comenta Inajara Maciel, graduada em quiropraxia em Curitiba.

Tipos de patologias mais comuns


São diversas as patologias na coluna. Listamos, abaixo, as mais recorrentes:

A dor ciática é causada pelo pinçamento da raiz nervosa devido ao desalinhamento de uma vértebra lombar.

Popularmente conhecido como bico de papagaio, o osteófito consiste em pequenas protuberâncias ósseas em formato de gancho, que surgem deformando as vértebras da coluna e provocando dor pela pressão que faz na articulação.

Já a artrose é uma doença crônica em consequência da progressiva deterioração da cartilagem articular.

A estenose espinhal se caracteriza pelo estreitamento do canal espinhal, comprimindo a medula espinhal e os nervos.

A hérnia de disco é a projeção da parte central do disco além dos seus limites normais. A porção gelatinosa do disco que sai dos limites do corpo da vértebra comprime a raiz nervosa. Ela acontece em três estágios: abaulamento (um inchaço do disco); protusão (quando se inicia o processo da saída do disco da vértebra); e a hérnia propriamente dita, quando parte do disco extravasa, apertando a medula espinhal e a raiz nervosa.

Essas patologias podem provocar diversos sintomas, como rigidez muscular, inflamação, compressão do nervo, formigamentos, dormências, dores irradiadas para as pernas, limitação dos movimentos, entre outros desconfortos que podem se agravar com o tempo.

Tratamento conservador


A degeneração discal, presente em boa parte das patologias da coluna vertebral, faz com que os discos percam sua capacidade de absorção de impactos, aumentando as dores, os incômodos e diminuindo a qualidade de vida.


A quiropraxia auxilia no tratamento com o alívio das dores e o realinhamento das vértebras, minimizando o desconforto e possibilitando uma vida ativa. O objetivo é promover a mobilidade articular por meio dos ajustes suaves que aumentam a produção de líquido da articulação e, consequentemente, reduzem as dores irradiadas e seus sintomas.


O tratamento é individualizado e a melhora depende também dos hábitos do paciente.

Algumas práticas que podem ajudar:

- Beber 2 litros ou mais de água por dia, para manter o corpo hidratado;

- Praticar exercícios físicos, na medida do possível, pelo menos 3 vezes na semana;

- Monitorar a postura sempre que estiver sentado;

- Alongar diariamente, especialmente após as atividades físicas;

- Procurar a quiropraxia sempre que quiser se manter bem, com as vértebras alinhadas e a prevenção em dia.

Veja outros cuidados com a coluna neste post!


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo